Offset ou Digital?

Atualmente existem dois tipos principais de impressão, o sistema offset e o digital. Apesar deles fazerem a mesma coisa há diferenças que devem ser consideradas entre esses dois processos, especialmente com relação ao custo. Nesse post iremos falar um pouco sobre algumas dessas diferenças, mas antes explicaremos um pouco sobre a diferença entre ambos.

Offset é um sistema de impressão cuja essência consiste em repulsão entre água e gordura (tinta gordurosa). Onde há uma série de sistemas de chapas (cada uma para uma cor do sistema básico de impressão, que é preto, amarelo, ciano e magenta) que transferem a arte para o papel através de uma série de cilindros, cada um com uma função.

O sistema digital é um sistema automatizado onde pode-se enviar a arte direto de uma forma digital (um jpeg, photoshop ou corel) direto a maquina de impressão que imprime a partir desse arquivo. na digital não há as chapas de gravações, como na offset, dentre outras coisas.

Mas qual a diferença?
Talvez a principal seja o custo. Dependendo da quantidade e do tamanho do arquivo a ser impresso pode render fazer mais em uma ou na outra. Isso se dá por dois motivos:
A impressão offset tem um custo fixo, ou seja, um custo que não depende da tiragem da impressão, estes são os fotolitos, montagens, chapas, a gravação e revelação da chapa, as afinações de máquina, etc. esses processos sempre devem ser feitos não importa se são 10 impressões ou 10.000. O que cria um custo fixo da impressão. A impressão digital não tem custo fixo.
O custo variável, porém se encontra nas duas, esse é o custo que depende da quantidade de impressão, como a tinta da máquina. A impressão offset tem o custo variável mais barato que a impressão digital.
Isso significa que, via de regra, impressões com grandes tiragens são mais rentáveis em offset e menor tiragem são mais rentáveis em digitais. Mas não existe um valor fixo nessa equação, isso depende muito do tamanho do arquivo e das cores contidas.
Com relação ao tamanho a lógica é simples. Fazer 1000 cartões de visita é mais barato em digital do que uma offset. Fazer 1000 cartazes A3 em offset é mais barato que a digital. Isso porque a quantidade de impressão, no sistema de gráficas, é medido por A4 ou A3. E em uma única A3 cabem em média 27 cartões de visitas. O que daria uma quantidade de folhas A3 baixa (no exemplo, cerca de 17 cartões em uma folha somando 38 folhas) O que é uma tiragem pequena. Já um cartaz A3 seriam 1000 folhas mesmo.
Outro fator que muda é a cor. Na impressão offset, cada chapa de cor utilizada (preto, ciano, etc.) é tempo e chapas gastas, o que significa que se o arquivo tiver uma ou duas cores, fica mais barato que um colorido. Já na impressão digital o que conta é se o arquivo é preto e branco ou colorido, não importa se só tenha azul na impressão, para a digital é considerado colorido, o que permite a maior exploração de cores no sistema digital.

A velocidade da impressão também muda. No sistema digital há um tempo de preparação das chapas e da máquina, para cada cor, que geralmente leva cerca de 30 minutos por chapa, já na impressão digital é so mandar a impressão a máquina e esperar alguns minutos para ela ser impressa. Porém a velocidade de impressão da offset, uma vez que a preparação seja feita, é mais rápida que a digital.

Outra diferença também há entre as cores, mas estes costumam depender muito das máquinas offset ou digitais utilizadas e não tanto do sistema, por isso se o cliente busca qualidade aconselha-se olhar o serviço da gráfica antes de aceitar o serviço.
Por exemplo, a qualidade da impressão da Xerox 7655 e da Colorqbe (nossas duas máquinas) são muito boas (pode vim conferir sem drama!), mas há pequenas diferenças de colorização entre ambas. Como algo entre os tons pasteis e cores sólidas. O mesmo acontece nas máquinas offset.

Existem outras diferenças menores, como a cor pura que se pode utilizar na offset, o tipo de folha que as maquinas suportam, mais na prática, essas são as principais características.